htpp://www.sidiojunior.com.br

quarta-feira, 19 de maio de 2010

É cabível ação popular contra a greve dos servidores da FUB

Hoje (digo, na manhã de 18.5.2010), vi consternado a despedida dse uma servidora muito simpática e que poderia ficar entusiasmada com o seu cargo na FUB. Tomou posse a 2 meses e já irá entrar em exercício noutro local, em função de ser mais promissor. Porém, o mais triste foi verificar no local (onde deveria ser dado o exemplo) a presença de 3 estagiárias, 1 servidora, 2 "estagiários técnicos" (kkkkkkk, como se isso fosse posível) e 1 "precarizado" (pessoa contratada diretamente pela FUB).

Totalizávamos 10 pessoas porque estávamos entre eles (2 Procuradores Federais) e a servidora que se despedia. Assim, considerando quem saia, apenas 40% tinha vínculo efetivo com o serviço público, sendo dois Procuradores Federais (da AGU) e docentes.

A UnB está parada porque a sua administração superior quer. O Restaurante Universitário (RU) é dotado basicamente de "precarizados"; a Prefeitura do Campus Darci Ribeiro, de terceirizados; e a biblioteca se divide.

Refleti sobre o que posso fazer e conclui que o melhor é propor ação popular. Sou cidadão e não posso conceber a FUB parada com servidores recebendo vencimentos, eis que o contrato de trabalho está suspenso. Desse modo, ou não recebem ou não existe razão para fecharem as portas.

Estou em uma atividade extraordinária importante, mas fiz questão de verificar o que se tem feito para cessar a imoralidade que grassa no Campus Universitário Darcy Ribeiro. Como vi a possibilidade de haver uma mudança de postura estatal em breve, aguardarei mais alguns dias, caso isso não ocorra, a ação popular será um ótimo caminho.

Nenhum comentário: